Tel: (21) 2547-8622      drveragarcia@gmail.com
BUSCA NO BLOG:

Atendimento

Depressão

O Transtorno Depressivo acomete cerca de 20% da população geral, se configurando como um problema de saúde pública.  Um em cada 6 adultos irá sofrer de Depressão ao longo da vida. Estima-se que em 2030, ela será a principal doença em impacto global. O Transtorno Depressivo se caracteriza por tristeza associada a outros sintomas, como falta de interesse, queda de energia, lentificação psicomotora, pensamentos negativos, insônia, alteração do apetite, inúmeros sintomas físicos e em casos mais graves, alucinações, desconfiança, paranóia e hipocondria, que persistem por mais de duas semanas, provocando muito sofrimento e inúmeros prejuízos à vida profissional, pessoal e familiar.

 

Transtorno Bipolar

A idade média de início do transtorno bipolar é entre 18 e 25 anos de idade; No entanto, estima-se que 1 em cada 3 pacientes experimenta sintomas bipolares por, pelo menos 10 anos antes de receber um diagnóstico preciso. O paciente apresenta, ao longo da vida, alternância de humor, com sintomas variando de uma melancolia profunda a um período prolongado de extrema aceleração psíquica, irritabilidade, mudanças bruscas de comportamento, pensamentos rápidos, falta de atenção, sono agitado, comportamentos impulsivos, incluindo comportamentos de alto risco e assumir muitos projetos ao mesmo tempo.

AS TAXAS DE SUICÍDIO EM BIPOLARES SÃO 30 VEZES MAIS ALTAS DO QUE NA POPULAÇÃO GERAL. DURANTE A CONSULTA, TODOS ESTAS INFOMAÇÕES DEVEM SER LEVADAS EM CONSIDERAÇÃO PARA QUE O PSIQUIATRA POSSA PLANEJAR COM O PACIENTE O TRATAMENTO DE CURTO PRAZO, ASSIM COMO A PREVENÇÃO DE RECAÍDAS.

 

TOC

O TOC (Transtorno Obsessivo-compulsivo) é caracterizado por obsessões e/ou compulsões recorrentes e suficientemente graves para consumirem muito tempo ou causarem sofrimento acentuado ou prejuízo significativo. As obsessões são pensamentos inadequados repetitivos que causam ansiedade extrema e as compulsões são comportamentos repetitivos ou atos mentais como orar, contar etc, cujo objetivo é previnir ou reduzir a ansiedade causada pelos pensamentos. O TOC pode estar associado a diversas patologias como Transtorno Depressivo, Transtornos de Ansiedade, Transtornos de Alimentação e outros. Geralmente, inicia na adolescência, contudo pode ocorrer também na infância.


Vício em Internet

O vício em internet ainda não é um transtorno mental estabelecido nas classificações oficiais de doenças mentais, contudo os critérios propostos para esta condição incluem a perda de controle sobre o uso da internet, com um tempo gasto de mais de 6 horas por dia, fora do ambiente acadêmico ou empresarial, resultando em acentuado desconforto físico e mental, dores de cabeça, náuseas, problemas oculares,  problemas de coluna, alterações do humor, como ansiedade e depressão, insônia, sensação de abstinência e repercussões negativas  na vida social, familiar e profissional. Ocorrem, com muita freqüência, alterações nos hábitos alimentares porque os indivíduos não conseguem sair do computador sequer para fazer suas refeições.

 

Ansiedade

O TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada) possui um aspecto central que é o humor ansioso, a pessoa deve apresentar ansiedade e preocupações excessivas com eventos cotidianos na maioria dos dias, por pelo menos seis meses. Para o diagnóstico ser feito, o humor ansioso deve ser acompanhado de alguns sintomas como: Inquietação e sensação de estar com os nervos à flor da pele; Fadiga; Dificuldade em concentrar-se ou sensações de “branco” na mente; Irritabilidade; Tensão muscular; Pertubações do sono.

 

Bulimia

As características essenciais da Bulimia Nervosa (BN) consistem em episódios de hiperfagia e métodos compensatórios inadequados para evitar ganho de peso, ocorrendo em média, pelo menos duas vezes por semana por 3 meses. Um episódio bulímico é definido pela ingestão, em período limitado de tempo (geralmente menos de 2 horas), de uma quantidade de alimento definitivamente maior do que a maioria dos indivíduos consumiria sob circunstâncias similares. Os indivíduos com BN tipicamente se envergonham de seus problemas alimentares e procuram ocultar seus sintomas, as crises bulímicas geralmente ocorrem em segredo.

 

Anorexia

a anorexia nervosa se caracteriza por recusa em manter o peso corporal em um nível igual ou acima do mínimo normal, adequado à idade e à altura; medo intenso de ganhar peso ou de se tornar gordo, mesmo estando com peso abaixo do normal; perturbação no modo de vivenciar o peso ou a forma do corpo, influência indevida do peso ou da forma do corpo sobre a auto-avaliação ou negação do baixo peso corporal atual; ausência de pelo menos três ciclos menstruais normais. Pode ser do tipo restritivo ou do tipo compulsão periódica/purgativo.

 

Compulsão Alimentar

O Transtorno de compulsão alimentar periódica é caracterizado por pelo menos três comportamentos associados à compulsão alimentar, que são comer rapidamente; comer até sentir-se cheio; comer grandes quantidades de comida mesmo sem estar com fome; comer sozinho por embaraço pela quantidade de comida; sentir repulsa por si mesmo, depressão ou demasiada culpa após a compulsão.

 

Fibromialgia

É uma síndrome dolorosa crônica caracterizada pela presença de dor músculo esquelética difusa por pelo menos três meses e em 11 a 18 pontos dolorosos, que não possam ser explicados por outras doenças.  Outros sintomas podem estar presentes, como fadiga, distúrbio do sono, rigidez matinal, dor de cabeça, síndrome do intestino irritável, cólicas menstruais, dormência ou formigamento nas extremidades, problemas de raciocínio ou de memória, síndrome das pernas inquietas, sensibilidade à temperatura.

 

TDAH

O Transtorno de Déficit de Atenção de Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neuropsiquiátrico do desenvolvimento que afeta cerca de 5% das crianças e adolescentes e 2,5% dos adultos no mundo, segundo estudos americanos. Caracteriza-se por sintomas de desatenção, falta de capacidade de manter-se concentrado e impulsividade, com ou sem hiperatividade (agitação excessiva). Os sintomas podem ocorrer antes dos 7 anos em 50% dos casos. Os pacientes com TDAH frequentemente apresentam outros transtornos psiquiátricos concomitantes.  Dados estatísticos demonstram que, entre 18 e 44 anos, cerca de 19% sofrem de Transtorno bipolar, 18% de depressão maior, 29% de fobia social e 15% de abuso de drogas, dentre outras comorbidades.

 

Transtorno do Pânico

O ataque de pânico é a principal característica e seus principais sintomas são:  falta de ar ou sensação de asfixia; vertigem ou sensação de desmaio; palpitações ou taquicardia; tremor ou abalos; sudorese; sufocamento; náuseas ou desconforto abdominal; despersonalização ou desrealização; anestesia ou formigamento; ondas de calor ou frio; dor ou desconforto no peito; medo de morrer; medo de enlouquecer ou de perder o controle. Em função desses sintomas físicos, é comum o paciente percorrer várias emergências antes de chegar ao consultório do psiquiatra.

O ataque de pânico tem início súbito e pode durar de 10 a 30 minutos. Pode ocorrer espontaneamente (sem estímulo aparente) ou ser precipitado por situações de estresse.

Atinge aproximadamente 1,5 a 2% da população e requer a atenção tanto do psiquiatra como do clínico geral.  

 

Fobia Alimentar

A fobia alimentar (FA), ou fagofobia, é caracterizada pelo medo excessivo de comer ou engolir, levando à recusa alimentar por mais de um mês. Pode ser desencadeada por um evento traumático em que tenham ocorrido vômitos ou sensação de asfixia provocada pela comida, ou ainda por uma questão emocional. É mais comum o início na infância (principalmente em mulheres), após alguma infecção ou evento que tenha cursado com vômito associado. A vivência traumática desse episódio pode evoluir com recusa alimentar. O paciente sente muita vergonha de comer em público e por isso, evita fazer refeições com outras pessoas.

 

Tricotilomania

A Tricotilomania se caracteriza essencialmente em arrancar os própios cabelos de forma recorrente, resultando em perda capilar visível. Os cabelos arrancados podem ser de qualquer região do corpo, sendo as sombrancelhas, couro cabeludo e cílios os locais mais frequentes. Os episódios estressantes podem acentuar o comportamento, mas pode acontecer também durante momentos de relaxamento, como, por exemplo, assistindo à TV. As outras características da tricotilomania são sensação de alívio ou prazer ao arrancar os cabelos. Porém, a sua prática deve causar sofrimento clinicamente significativo e prejuízo no funcionamento social ou em áreas importantes da vida do indivíduo.

 

Estresse

O Estresse crônico atinge 90% da população mundial e se manifesta na forma de doenças físicas e psíquicas, tais como, hipertensão arterial, AVC, diabetes, obesidade, depressão, pânico, ansiedade. Saber lidar com os desafios sem adoecer, desenvolver resiliência e capacidade de análise mais equânime é perfeitamente possível através de um treinamento mental baseado em conceitos de neurociência e técnicas de Coaching Integral que visam transformar momentos difíceis em oportunidades de crescimento pessoal e profissional. Mais detalhes no meu livro Vença o Estresse em 4 Passos.


Coach Integral

O Coaching visa captar e liberar todo o potencial de uma pessoa para otimizar a sua performance e assim, ajudá-la a resolver seus problemas. Durante o processo do Coaching, o cliente é conduzido a identificar suas crenças limitantes adquiridas ao longo da vida e reforçar as características produtivas, especialmente aquelas necessárias para o cumprimento dos seus objetivos.

O objetivo principal do Coaching Integral é ajudar o cliente a atingir suas metas aprendendendo a gerenciar os próprios pensamentos e a reforçar potenciais para transformar desafios em oportunidades de crescimento pessoal, profissional e espiritual.