Tel: (21) 2547-8622      drveragarcia@gmail.com
BUSCA NO BLOG:

BLOG - A originalidade dos gestos e das palavras

26Nov2016

Você já falou ou fez algo do qual se arrependeu profundamente?

Já teve a sensação de ter se comportado totalmente diferente do que gostaria?

Se a resposta é sim, saiba que você não está só. Agir de forma incoerente é mais frequente do que se imagina.

E por quê isso acontece?

Existem algumas razões recorrentes que impedem uma pessoa de ser autêntica, como por exemplo, naquelas situações em que se age de forma automática, repetindo um padrão de comportamento aprendido na infância ou copiado de alguém que se admira; outra causa é agir de forma artificial, quase representando um personagem com características inventadas, como um falso perfil do facebook e outra causa para incoerência ocorre durante um conflito, onde se age baseado na  raiva e na disputa de egos.

Em todas essas circunstâncias, o resultado quase sempre é de frustração e desconforto.

No fundo, por trás de todas as atitudes, há o desejo de  ser acolhido(a), admirado(a) e amado(a). Todas as pessoas desejam a felicidade, porém, poucas se preparam para alinhar mente e coração à sua verdadeira essência.

O equilíbrio interior surge quando as próprias ações se tornam mais conscientes, refletem os seus sentimentos e apontam na direção das suas metas.

Cada dia é uma oportunidade de aprendizado e mudança. Portanto, se você almeja  uma realização pessoal genuína, reserve uns minutos do seu dia e marque um encontro consigo  mesmo(a), de preferência num local tranquilo, sem interferências. Respire calma e profundamente. Perceba toda a  força interior que faz você tocar a sua vida mesmo nos momentos mais difíceis. E pergunte a si mesmo(a) que palavras podem expressar verdadeiramente seus sentimentos e quais gestos representam as suas reais intenções.

Você é único(a), original, com destino próprio e uma missão importante a cumprir, não perca tempo com imitações ou subterfúgios. Para ser feliz, não é preciso ter tudo que se deseja, mas é fundamental que, em cada momento vivido, se esteja plenamente presente.